Notícia publicada em 30/06/2013 - 15:04:21 | COSTA MARQUES

 

Morador de Nova Londrina é encontrado degolado dentro de rio, em Costa Marques; Assassino confesso foi preso

 

No último sábado (29), por volta das 13h00, o indivíduo Leandro Alcântara Santos, de 20 anos, foi preso acusado de ter assassinado o ex-presidiário Wesley Fernandes de Souza, também de 20 anos,  morador do Distrito de Nova Londrina. Para se livrar do corpo, Leandro Alcântara jogou a vítima no Rio São Domingos.

 

 

 

O CRIME

 

Naquele sábado, a Central de Operações da PM, em Costa Marques, recebeu várias ligações dando conta que próximo a ponte do Rio São Domingos, na Linha Santa Fé,  havia um corpo boiando.

 

Prontamente as guarnições de Rádio Patrulha compareceram no local e encontraram o cadáver. Depois dos trabalhado periciais de praxe, foram contatadas pelo menos 10 perfurações feitos à faca pelo corpo e um corte profundo na garganta. Também haviam lesões pelo rosto, onde possivelmente, a vítima entrou em luta corporal com seu algoz.

 

 

A PRISÃO


No mesmo dia, a Central de Operações recebeu outra denúncia anônima, informando que o provável assassino, identificado como Leandro Alcântara Santos, estava fugindo em um ônibus e, que há algum tempo, os dois foram vistos juntos andando pela cidade.

 

Prontamente, as guarnições de Serviço interceptaram o ônibus e prenderam o suspeito. Ao ser abordado, Leandro Alcântara confessou o crime e disse que matou para não morrer. Ele também disse que estava devendo para a vítima e estava recebendo ameaças de morte constantemente. Como a vítima era uma pessoa considerada muito perigosa, resolveu matá-la e, após consumar o crime, enrolou o corpo em um lençol e o jogou de cima da ponte do Rio Domingos, na Linha Santa Fé.

 

A vítima, Wesley Fernandes, possuía várias passagens por "Roubo", sendo que sua última prisão, em 19/12/12, aconteceu no município de São Francisco, logo após ter sequestrado e roubado um fazendeiro.

 

Matéria:comando190.com.br/FLS

Fotos: rotacomando

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades