Notícia publicada em 11/12/2015 - 08:29:57 | INFORMATIVO ASTIR

 

FRAUDE ASTIR – Justiça da prazo para diretoria sair da administração até o dia 31

 

O Juiz da 1ª Vara Cível da Comarca de Porto Velho emitiu um parecer em resposta a uma Ação Cautelar com pedido de liminar ajuizada nesta, onde determina que: “atual diretoria tem seu mandato com prazo final certo - (31-12-2015), portanto não há mais legitimidade para continuar a frente da administração da entidade. Para evitar prejuízo para a instituição e sendo medida de menor repercussão NOMEIO COMO GESTORES da ASTIR os três membros mais antigos da associação que fazem parte do Conselho Fiscal”.

 

“Eles terão poderes gerais de administração da entidade, apenas com proibição de vendas de bens imóveis. Deverá ser feito uma ata de posse, que terá validade até decisão em contrário deste juízo. Além disso, eles tomarão posse no dia imediatamente posterior ao fim do mandato da atual diretoria, isto é, dia 1 de Janeiro de 2016.”

 

“A parte ré terá o prazo de 10 dias para fornecer ao Juízo os nomes desses membros do Conselho Fiscal, bem como deverão manifestar a aceitação do encargo”.

 

“Caso os três membros mais antigos não possam exercer a função ou decline do encargo, os mais novos, seguindo a ordem de antiguidade, deverão ser chamados a cumprir essa função”.

 

“Inexistindo número suficiente, este Juízo decidirá por nomear outra pessoa da Astir, ou terceiro que dela não faça parte”.

 

“Expeça-se mandado para que a atual diretoria tome conhecimento e tome as devidas providências para cumprimento dessa decisão”.

 

“Intime-se”.

 

Visto que o parecer foi alegando irregularidades no processo de eleição da entidade ré, a priori estes são esclarecimentos de sócios desta, que a muito vem labutando por um bem comum e justiça a todos.

 

Mais informações serão informadas aos sócios de acordo com os trâmites que sucederão após essa decisão no que se trata da nova eleição!

 

Fonte: Assessoria da Aspra - (Associação dos Praças)

 

 

 

 

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades