Notícia publicada em 06/09/2016 - 18:37:17 | INFORMATIVO ASTIR

 

Astir em parceria com a Igreja Quadrangular promove atendimento de saúde

 

A Astir em parceria com a Igreja Quadrangular promove hoje (26) atendimento de saúde, na sede da Igreja em Porto Velho, no consultório móvel, com cirurgiã-dentista, Leiliane Soares (Astir) e com a médica da Igreja Priscila Alves.

Franciele Ferreira (THB) (E) – CB PM Alan Mota diretor executivo da Astir © - Leiliane Soares cirugiã-dentista.

Franciele Ferreira (THB) (E) – CB PM Alan Mota diretor executivo da Astir © – Leiliane Soares cirugiã-dentista.

Presentes a essa demonstração de caridade Cristã o Reverendo Fernando Camargo, Secretário Geral de Missões, Pastor Carlos Amorim e CB PM Alan Mota.

CB PM Alan Mota diretor Executivo da Astir (E) – Fernando Camargo secretário geral das missões © e pastor Carlos Amorim (D).

CB PM Alan Mota diretor Executivo da Astir (E) – Fernando Camargo secretário geral das missões © e pastor Carlos Amorim (D).

Pastor Carlos Amorim (E) Priscila Alves (D) médica

Pastor Carlos Amorim (E) Priscila Alves (D) médica

O Pastor Carlos Amorim fala que a parceria com a Astir tem sido um grande sucesso,  levando as pessoas que necessitam de atendimento médico e dentista, gratuito de de qualidade.

O Secretário geral das missões da Igreja Quadrangular, Fernando Camargo diz da sua satisfação em poder acompanhar esta ação, e agradeceu a todos pelo empenho, dedicação e o mais importante o serviço desinteressado ao próximo.

Unidade móvel

Unidade móvel

Finalizando o CB Alan Mota disse que a parceria com a Igreja Quadrangular já atingiu mais de 7.000 acolhimentos, sendo de Porto Velho a Vilhena, como também até Guajará-Mirim. “Todos os pólos receberam a unidade móvel com profissionais de saúde a bordo, dedicados, para melhor atender os pacientes, tanto em odontologia como medicina.

Texto e Fotos: Wilson Souza

Fonte: Pastor Carlos Amorim/Secretário geral das missões/CB PM Alan Mota

 

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades