Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Eventos Artigos

Veja Também

Parceiros

Notícia publicada em 30/09/2016 - 08:09:31 | SÃO FRANCISCO

 

Em São Francisco, PM recupera caçamba que foi roubada na cidade de Ji-Paraná durante a madrugada

 

Uma família inteira passou momentos de terror nas mãos de três criminosos armados durante um roubo em uma residência, em Ji-Paraná. As vítimas foram mantidas amarradas por quase seis horas.

 

 

De acordo com a Polícia, por volta das 21h00, desta quinta-feira, dia 29, três indivíduos pularam o muro de uma casa no bairro Nova Brasília, e renderam uma família. Em seguida, começaram vasculhar a casa em busca das chaves de um caminhão caçamba que estava na garagem, dinheiro e jóias.

 

 

Depois, um dos criminosos saiu da casa levando a caçamba e cerca de R$ 10 mil reais. Os outros ficaram com as vítimas até por volta das 03h00, liberando-as depois que receberam uma ligação.

 

 

 

AÇÃO RÁPIDA DA POLÍCIA MILITAR

 

Logo que as vítimas conseguiram se livrar das cordas, ligaram para o 190 e informaram o roubo. Imediatamente, o Coordenador da Central de Operações, SGT PM Chagas, repassou as informações para os quartéis do Vale do Guaporé.

 


Por volta das 04h30, no KM 70, em São Francisco do Guaporé, a Guarnição de Rádio Patrulha composta pelo CB Murilo e SD PM Siqueira, se deparou com o veículo roubado em fuga.


Ao receber ordem de parada, o motorista ainda tentou empreender fuga, porém foi contido e preso logo em seguida. Ele foi identificado como Caio Cesar dos Santos Silva, de 23 anos, residente em Pimenta Bueno.

 

Durante uma revista pessoal, os PM's encontraram a quantia de R$ 12 mil reais dentro da cueca do suspeito.

 

Já na delegacia, Caio César confessou que estava ganhando R$ 5 mil reais para levar a caçamba para a cidade de Costa Marques, onde seria atravessada para o País vizinho.

 

 

 

 

 

Matéria:www.comando190.com.br

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades