Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Eventos Artigos

Veja Também

Parceiros

Notícia publicada em 08/12/2016 - 07:37:28 | OURO PRETO

 

PM de Ouro Preto prende os ladrões da moto vermelha, que aterrorizavam mulheres na cidade

 

PM de Ouro Preto prende os ladrões da moto vermelha, que aterrorizavam mulheres na cidade

 

Uma guarnição da Polícia Militar de Ouro Preto do Oeste, com apoio do serviço de investigação (P-2) prenderam na tarde desta quarta-feira prenderam na tarde desta quarta-feira Kelton Dantas, de 21 anos, e Gustavo Gomes Rocha, 18, apontados como autores de vários roubos de celulares ocorridos nos últimos dias na cidade. A maioria dos crimes era cometido contra mulheres.

Kelton e Gustavo utilizavam uma motocicleta Honda CG Titan 160 ano, 2016/16 sem placas, e agia na companhia de um comparsa. O último roubo ocorreu na tarde de terça-feira, no Bairro Liberdade, quando a dupla rendeu uma mulher de 35 anos, e portando uma faca, tomou o celular dela.

 

Kelton admitiu que estava roubando celulares para consumir crack e maconha com um grupo de amigos. Ele revelou que um celular em boca de fumo de Ouro Preto tem pouco valor, mas vendido fora custa até R$ 100.

 

No momento da prisão de Kelton, a motocicleta vermelha era pilotada pelo pai dele, que havia ido buscar o filho e o veículo numa boca de fumo no Bairro Jardim Aeroporto. “Eu estava em Monte Negro trabalhando num sitio que comprei e quando vi as reportagens aqui de Ouro Preto pensei logo que era meu filho, e que ele tinha tido uma recaída. Eu liguei pra ele e disse que se não aparecesse eu ia entregar todo mundo”, contou o pai, chorando e lamentando a situação constrangedora que passou ao ver armas de fogo apontadas para ele no meio da rua.

 

O pai do infrator disse que já fez de tudo para tirá-lo das drogas, em um centro de recuperação de internou em Cacoal e até gastou dinheiro para enviá-lo com um primo para São Paulo. “Eu gastei dinheiro com duas passagens e mais R$ 3 mil para ele ir a São Paulo. Mudei para Monte Negro com minha família e tudo ia bem, mas de repente ele voltou para Ouro Preto e começou a fazer essas coisas que nunca tinha feito”, lamentou o pai.

 

Matéria:Rondoniagora

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades