Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Eventos Artigos

Veja Também

Parceiros

Notícia publicada em 29/11/2017 - 22:42:35 | JI-PARANÁ - POLICIAL

 

INCENDIOU CORPO - Delegacia de Homicídios elucida mais um crime em Ji-Paraná e aponta ex-presidiário como autor

 

Policiais da Delegacia de Homicídios elucidaram um crime que acabou chocando os jiparanaenses na manhã do último dia 13. O jovem Juliano Cavalheiro Barroso foi covardemente assassinado e o corpo foi incendiado na beira do Rio Machado. Clique no título abaixo e relembre a matéria:

 

Notícia publicada em 22/11/2017 - 19:42:37 - Familiares reconhecem corpo de homem encontrado em chamas por pescadores

 

 

Familiares reconhecem corpo de homem encontrado em chamas por pescadores

 

 

Desde este dia, toda a equipe da Delegacia de Homicídios, sob o comando do Delegado Cristiano Mattos, se empenhou no caso e na manhã desta quarta-feira, dia 29, encerraram o caso, apontando o ex-presidiário Renato Ferreira da Silva, de 28 anos, vulgo “Renatinho”, que já está preso acusado de ter matado um comparsa. Clique no título abaixo e relembre a matéria:

 

 

Notícia publicada em 17/11/2017 - 16:21:25 Delegacia de Homicídios prende dois suspeitos de assassinatos e apreende dinheiro e drogas, em Ji-Paraná

 

De acordo com o delegado, Cristiano Mattos, durante as investigações, a equipe descobriu que “Renatinho” matou o jovem Juliano por vingança. “Juliano havia delatado a pessoa de Renato em um homicídio, onde um usuário de drogas foi morto na casa do Renato (clique para rever a matéria) e jogado no Rio Machado com um corte profundo na barriga para afundar. Na época, Renato foi preso, mas Juliano acabou negando as afirmações em juízo”, disse o delegado.

 

Como represália, Renato armou uma emboscada para Juliano, chamando-o para ir em sua casa usar drogas. Já dentro da casa, Renato efetuou um tiro na cabeça de Juliano e depois desovou o corpo na beira do Rio Machado. O delegado afirmou que, antes de atear fogo, Renato ainda brincou com os comparsas, dizendo que não iria mais dar comida aos peixes, pois o negócio era fazer “churrasco”.

 

Resultado de imagem para cristiano mattos comando190“Nossa equipe descobriu o posto em que Renato comprou a gasolina, ainda na madrugada, e algumas testemunhas confirmaram que viram ele carregando pneus”, informou o Cristiano Mattos.

 

Renato ou “Renatinho” já foi preso por diversos crimes e escapou de duas acusações de homicídio. Atualmente, ele se encontra recolhido no Presídio Central e nega que matou as duas vítimas, Juliano e Amós.

 

Matéria:www.comando190.com.br

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades