Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Eventos Artigos

Veja Também

Parceiros

Notícia publicada em 16/12/2017 - 14:04:08 | VILHENA

 

Empresário e voluntário de programas de segurança pública são presos envolvidos com o mercado negro de armas de fogo

 

No início da manhã deste sábado, 16, a Polícia Federal (PF) com o apoio da Força Tática e do Grupo de Operações Especiais (GOE) prendeu três pessoas envolvidas no mercado negro de armas de fogo de grosso calibre em Vilhena, sendo o distribuidor identificado até o momento, apenas como Lindocharles, e um dos compradores, João Tertuliano, proprietário dos Postos de Combustíveis Tertuliano e Yndi, localizados na Avenida Celso Mazutti, esquina com a Avenida Paraná e na Avenida Melvin Jones, além de uma transportadora.

 

Segundo informações colhidas no local pela reportagem do Extra de Rondônia, a residência onde ocorreram as prisões e as apreensões de diversas armas com numerações raspadas, além de fardamentos policiais, capas de coletes a prova de balas e dois distintivos falsificados, havia sido alugada por Lindocharles, que é apontado como o principal fornecedor das organizações criminosas que agem na cidade de Vilhena.

 

Lindocharles, que tentou se esconder embaixo da cama, já foi visto inúmeras vezes participando de reuniões referentes a assuntos de segurança pública municipal, juntamente com autoridades e políticos, fazia uso de distintivos falsos, afim de se passar por agente de segurança pública.

 

Quando os federais chegaram à residência, que fica localizada na Avenida Liberdade,  esquina com a Rua Costa e Silva, havia uma Pajero de cor prata parada em frente o imóvel, porém, quando o motorista percebeu a chegada dos agentes, empreendeu fuga em alta velocidade, acessando vias de contra mão, conseguindo escapar dos policiais.

As investigações da operação vinham sendo realizadas a cerca de dois meses e continuará, pois há informações de que ainda tenha muitos outros nomes envolvidos no ato ilícito.

 

Buscas foram realizadas nos veículos dos suspeitos, porém, nestes nada foi localizado. A terceira pessoa presa na residência durante a operação, ainda não foi identificada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Matéria:extraderondonia

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades