Notícia publicada em 24/12/2017 - 15:30:31 | JI-PARANÁ - TRÂNSITO

 

MATÉRIA COMPLETA - Pneus carecas e chuva forte causam acidente fatal na BR 364, em Ji-Paraná

 

Na manhã deste domingo, um motociclista de 39 anos morreu em um acidente envolvendo uma caminhonete S-10 e uma motocicleta. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o veículo S-10, de placas JXM 1522, de Alta Floresta/RO, trafegava pela BR 364, sentido a cidade de Ji-Parnaá, quando, ao passar pelo trecho conhecido como “Curva do Valverde”, que fica entre os municípios de Ji-Paraná e Ouro Preto, aquaplanou na pista e acabou invadindo a pista contrária, colidindo frontalmente com o motociclista que seguia na pista contrária.

 

Devido a força da batida, o motociclista, identificado como Leicimar de Sobral Brandão, foi lançado para fora da pista, junto com sua motocicleta Honda Titan, de placa QBI-0205.

 

Uma unidade do Corpo de Bombeiros compareceu no local, mas a vítima já estava sem sinais vitais. O motorista da S-10 e uma passageira, permaneceram no local e aguardaram o término dos procedimentos de praxe.

 

Segundo um policial, a caminhonete estava com os quatro pneus “carecas”, o que facilitou para a aquaplanagem. O veículo foi notificado e conduzido para o posto da PRF.

 

“O que provoca a aquaplanagem são a alta velocidade dos veículos somadas as lâminas de água que cruzam as estradas. Elas podem fazer com que o carro perca o contato com o solo e passe a deslizar completamente sem controle, transformando o motorista em mero espectador”, disse o policial.

 

 

FLAGRANTE DE IMPRUDÊNCIA


Durante o trajeto para o acidente, a equipe do comando190 flagrou várias imprudências. Mesmo sob forte chuva, motoristas apressados realizavam ultrapassagem em faixas contínuas. Em um dos casos, o motorista de uma carreta precisou frear bruscamente para evitar uma colisão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Matéria:www.comando190.com.br

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades