Notícia publicada em 14/06/2018 - 23:08:34 | OURO PRETO

 

Polícia de Ouro Preto prende três jovens e desvenda roubo contra idoso que morreu amarrado em Teixeirópolis

 

 

Três jovens foram localizados e presos por agentes da Polícia Civil e da Polícia Militar (P-2) na cidade de Teixeirópolis, e dois deles confessaram terem na última madrugada entrado na casa do idoso Gonçalo Nascimento Machado, 76 anos, o seu "Doro", vendedor de verduras na cidade, que foi encontrado morto, amordaçado e com as mãos amarradas ao pé da cama. Edivan Justino Vaz, de 19 anos, que reside em Ouro Preto do Oeste, no Jardim Aeroporto, foi preso na casa de Eduardo Costa Gomes, 23 anos, em Teixeirópolis, e ambos confessaram ter entrado na casa do senhor Doro pela janela, amordaçaram e amarraram o idoso no pé da cama.Provavelmente, devido à violência física e psicológica que sofreu, Gonçalo Nascimento Machado que era natural de Nanuque -MG, morreu de infarto.

 

A dupla tinha a informação que seu Gonçalo teria dinheiro em casa, e motivados pela possibilidade de a vítima estar com quantia entre R$ 2 mil a R$ 2,5 mil, praticaram o crime covarde. A vítima foi rendida sob ameaça de uma faca, apreendida pela polícia.

 


Bruno Melo de Oliveira, de 21 anos, que estava na casa de Eduardo, e portava uma espingarda adaptada para munição calibre 22 e 30 capsulas, também foi preso por porte de arma, e tentativa de homicídio ocorrida em Ouro Preto.


Edivan Justino deu detalhes em seu depoimento de como Eduardo abriu a janela da casa de madeira da cozinha, e contou que o idoso saiu do quarto e iluminou com uma lanterna em direção aos criminosos" "Neste momento, tomei a lanterna do velho e segurei as mãos dele, o mesmo gritou", disse o jovem.


Em seguida, Eduardo tampou a boca do senhor Gonçalo usando um par de luvas de cor cinza, amarrou as mãos dele com uma corda ou cadarço, enquanto Edivan pegou a bermuda que estava no chão e amordaçou a boca da vítima. Eduardo ficou segurando o idoso e Edivan começou a procurar por dinheiro dentro da casa no escuro, para não chamar a atenção.


Num trecho do depoimento Edivan diz que, como não encontrava dinheiro perguntou ao idoso que respondeu "não tem não moço, não tem não!". Edivan disse que falou duas vezes para o idoso que iria mata-lo, mas a vítima só falava que não tinha nada na casa.


Após procurar por 40 minutos, Edivan disse ter escutado um barulho e disse para Eduardo "mano, vamos embora, acho que é a polícia", e ambos saíram pela mesma janela.


Edivan disse à polícia que Bruno sabia do roubo que ele e Eduardo iam fazer na casa do idoso, mas não quis ir porque aguardava uma prima sua na casa de Eduardo. A Polícia Civil de Ouro Preto com apoio da Polícia Militar elucidou o crime em menos de 12 horas. Policiais civis de Urupá participaram da ação de prisão dos três jovens em Teixeirópolis.


Com o trio, foram apreendidas uma motocicleta e a espingarda que pertence a Bruno.


Veja abaixo vídeo de Edivan explicando, em entrevista ao site Correio Central e a TV Allamanda SBT, como ele segurou a vítima que sempre se refere como velho, e imobilizou o idoso que, amordaçado e amarrado, morreu infartado.

 

 

 

 

 

 

Gonçalo, o Doro, morava sozinho numa casinha simples

 

 

EDUARDO COSTA É DE TEIXEIRÓPOLIS

 

 

 

BRUNO FOI PRESO POR OUTROS CRIMES

 

 

 

EDIVAN CONTOU DETALHES DO CRIME

 

 

Matéria:correiocentral

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades