Notícia publicada em 30/06/2018 - 09:30:00 | GERAL

 

Acir destina 2,5 milhões para Rolim de Moura e Ji-Paraná

 

As ordens de pagamento incluem obras de pavimentação e na saúde.

 

Novos recursos federais chegaram às prefeituras de Ji-Paraná e Rolim de Moura. Os pagamentos realizados para Rondônia, na ordem de R$ 735 mil, são referentes a parcelas dos convênios firmados por meio das emendas parlamentares do senador Acir Gurgacz (PDT). O senador está destinando, no total, R$ 1 milhão para construção da UTI e R$ 250 mil para ampliação do Centro de Diagnóstico, ambos no Hospital Municipal de Ji-Paraná. O total do convênio em Rolim de Moura também é de R$ 1 milhão, em que será feita a pavimentação de canteiros centrais.


A União liberou nesta semana R$ 75 mil (segunda parcela) para as obras do Centro de Diagnóstico e aproximadamente R$ 160 mil (terceira parcela) para a construção da UTI. “Os recursos vão deixar o Hospital ainda mais preparado para os atendimentos de nível complexo. Nós sabemos que Ji-Paraná é uma das principais referências no Estado e por isso o retorno necessário para a saúde da população”, salienta Gurgacz.


A ordem de pagamento para Rolim de Moura, no valor de R$ 500 mil, é equivalente a segunda e última parcela do total de seu convênio. Com estes recursos a prefeitura de Rolim dará andamento para a conclusão da pavimentação de canteiros centrais da cidade.

 


Novos empenhos aprovados


O governo federal divulgou também outra nota de empenho para execução da reforma na Casa de Saúde Santa Marcelina, em Candeias do Jamari. O senador Acir fez duas solicitações ao Ministério da Saúde para atender a demanda do município, uma de R$ 500 mil aprovada no início de junho, e a outra de aproximadamente R$ 528 mil, empenhada esta semana. O valor será destinado para prefeitura assim que a apresentação do projeto for aprovada e os processos de licitação forem realizados.

 

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades