Binho
Binho
MFM
MFM
Voltar Publicada em 21/12/2020 | Esporte

Em súmula, árbitro relata ofensa de Gabigol e cita não ter visto episódio de racismo relatado por Gerson

Juiz de Flamengo x Bahia justifica expulsão por atacante rubro-negro ter dito ''vai tomar no seu **'', relata cartão vermelho a Daniel e diz não ter visto em campo a injúria racial de Ramírez a Gerson

O árbitro de Flamengo 4 x 3 Bahia, Flavio Rodrigues de Souza, justificou na súmula da partida as expulsões de Gabigol aos 9 minutos do 1º tempo e de Daniel aos 45 minutos do 2º tempo, e também citou a acusação de racismo feita por Gerson ao colombiano Ramírez.

O juiz deu a seguinte justificativa para a expulsão de Gabigol:

"Expulso por dirigir-se a mim de maneira ofensiva e ostensiva após a disputa de uma jogada, dizendo as seguintes palavras: ''vai tomar no seu **''. Após a expulsão o jogador retardou a sua saída do campo de jogo, contestando a decisão da arbitragem"

E também fez o seguinte acréscimo em "observações eventuais":

"Fui informado pelo delegado da partida, sr. Marcelo Vianna, que após a expulsão do jogador da equipe Clube de Regatas do Flamengo, sr Gabriel Barbosa Almeida de n°9 que o mesmo proferiu no túnel de acesso aos vestiários, as seguintes palavras: "eu não falei nada disso, mas agora vou falar, vai tomar no cu, vai tomar no **".

Árbitro Flavio Rodrigues de Souza expulsa Gabigol em Flamengo x Bahia — Foto: Agência Estado

 

Com relação à expulsão de Daniel, Flávio deu a seguinte justificativa:

"Expulso por contestar a decisão da arbitragem de maneira ofensiva, dizendo as seguintes palavras: "Isso é uma vergonha, você é uma vergonha". O jogador deixou o campo de jogo normalmente"

Já com relação à acusação de injúria racial feita por Gerson a Ramírez, o árbitro relata não ter testemunhado o ato:

"Aos 7 minutos do segundo tempo houve um conflito entre os jogadores sr. Gerson Santos da Silva, de número 8 da equipe do flamengo e do atleta da equipe do Bahia de numero 15 sr. Juan Pablo Ramirez Velasquez, onde o jogador do flamengo alega ter sido chamado de "negro" por seu adversário mencionado. Informo que este suposto ato não foi percebido por nenhum membro da equipe de arbitragem no campo de jogo"

 

Fonte: G1 esportes

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Publicidade
Top motos interno
Top motos interno
Publicidade
Ji-Ferro
Ji-Ferro
Inviolável
Inviolável
Gráfica Center
Gráfica Center