Dr. Arissa
Dr. Arissa
MFM
MFM
Vou de Car
Vou de Car
Voltar Publicada em 02/01/2021 | Política

12 Vereadores votam pela imoralidade e escolhem Wellington Negão para comandar a Câmara de Ji-Paraná


Cerca de 50 pessoas compareceram na frente do Palácio Abel Neves, na tarde desta sexta-feira, dia 01, para protestar contra a formação da chapa 01, comandada pelo Vereador Wellington Negão. E sob a baixa pressão popular, 12 vereadores optaram pela imoralidade, aprovando que o filho seja o principal fiscalizador do pai.

A chapa Nº 1 foi composta por:

Presidente - Wellington Negão 

Vice - Marcelo Lemos

2° Vice - Ademilson Procópio

1° Secretário - Lorenil Gomes

2° Secretário - Elvis Gomes

3° Secretário - Gilberto Wosniack

4° Secretário - Juscelia Dalapicola

Já a chapa Nº 2 ficou incompleta porque o Vereador Bruno Carvalho desistiu nos últimos segundos de concorrer ao cargo e sua chapa não pode mais concorrer a votação. A chapa 2 era formada pelos vereadores:

Presidente: Nim Barroso

Vice - Edisio Barroso

2° Vice - Janete de Almeida

1° Secretário - Eder Biazatti

2° Secretário - Dra Rosana

3° Secretário - Bruno Carvalho (Desistiu no último segundo e acabou votando na Chapa 1)

4° Secretário – Incompleto

Apenas Cinco vereadores ficaram do lado do povo e votaram contra a chapa do Wellington Negão e merecem o respeito da população. foram eles: Nim Barroso, Rosana Pereira, Eder Biazatti, Janethe de Almeida e Edísio Barroso.

Um show à parte

No começo do evento, o Vereador Bruno Carvalho do Solidariedade chegou a fazer uma “live” mostrando que estava do lado da população e que achava uma pouca vergonha a Casa de Leis estar fechada para o povo. Ele também disse que não iria votar pela imoralidade de votar na chapa 01, composta pelo Vereador Wellington Negão, filho do Prefeito Isaú Fonseca.

Veja:

Porém, na hora da votação, o vereador Bruno Carvalho abandonou seus colegas da Chapa 2 e mudou seu discurso, votando na chapa 01.

O vereador ainda tentou jogar a Polícia contra a população, dizendo que a polícia estava segurando o povo e os impedindo de entrar na Câmara, mas na verdade, os policiais estavam naquele local apenas para garantir a ordem pública e que os próprios vereadores haviam decidido trancar as portas para a população, usando a desculpa do COVID.

ASSITA A VOTAÇÃO NA ÍNTEGRA:

inicialmente, o Vereador Westerley Cardoso (PDT) se absteve do voto, mas como o regimento da câmara proibe abstenção de votos para a votação da mesa diretora, ele acabou mudando de idéia e mudou o voto para a Chapa Nº 1.

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Publicidade
Top motos interno
Top motos interno
Publicidade
Ji-Ferro
Ji-Ferro
Inviolável
Inviolável
ALE
ALE
Posto Perfil
Posto Perfil