Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Eventos Artigos

Veja Também

Parceiros

Notícia publicada em 20/09/2015 - 11:21:48 | SÃO FRANCISCO

 

Em São Francisco, dívida de drogas de R$ 100 reais termina com uma pessoa morta e outra esfaqueada

 

No início da madrugada deste sábado, dia 19, no município de São Francisco do Guaporé, distante cerca de 300 Km de Ji-Paraná, uma dívida de drogas no valor de R$ 100 reais terminou com uma pessoa morta e outra esfaqueada 24 vezes.

 

De acordo com a Polícia, por volta da meia noite, um dependente químico, identificado como Vanderlei Gongrililara, recebeu uma ligação de uma mulher conhecida como Rosileide Penha do Nascimento, vulgo “Karina”, convidando-o para ir à sua casa pegar uma pedra de Crack de graça.

 

Com medo de ser uma possível emboscada, a esposa pediu para que Vanderlei não fosse ao encontro, pois o mesmo não havia quitado a última compra de drogas no valor de R$ 100 reais. Porém, como estava com muita vontade de usar a droga, Vanderlei se armou com um revólver calibre 22 e foi ao encontro, juntamente com sua esposa.


Chegando na casa, o casal foi surpreendido por quatro indivíduos, todos armados com faca, identificados como Fábio Penha, Marlene Penha, Lauro José de Lima e a tal “Karina”. Sob graves ameaças, a quadrilha rendeu o casal e embarcaram em um veículo Fiat Uno. Depois, seguiram sentido ao Rio Conceição.

 

Durante o trajeto, “Karina” falava que iria acertar as contas de uma vez por todas e que nenhum caloteiro ficaria vivo para contar histórias.

 

Já próximo ao rio, ainda com o carro em movimento, um dos sequestradores, conhecido como Fábio Penha, desferiu uma facada em Vanderlei, atingindo-a no braço. Neste momento, começou uma luta corporal e Vanderlei sacou a arma e atirou contra o motorista, identificado como Lauro José, atingindo-o fatalmente na cabeça. O carro acabou se desgovernando e caindo em uma ribanceira, após capotar várias vezes.

 

A esposa de Vanderlei conseguiu fugir, porém seu marido ficou no carro e levou mais 23 facadas pelo corpo. Acreditando que a vítima estava morta, o restante da quadrilha fugiu do local.

 

“Karina” foi presa em sua residência e, mesmo apresentando lesões pelo corpo, negou os fatos.


O quadro de saúde de Vanderlei ainda é crítico e corre risco de morte. Após uma cirurgia onde foi retirada o pedaço de uma faca que estava alojada em seu pulmão, Vanderlei foi transferida para outra unidade hospitalar.

 

A principal suspeita e suposta mandante do crime, Rosileide Penha ou “Karina”, foi presa depois de algumas horas em sua residência. Mesmo com ferimentos pelo corpo, ela negou as acusações e foi conduzida para a Delegacia local, onde foi flagranteada por Tentativa de Homicídio. Os outros suspeitos ainda não foram localizados.

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Matéria:Com informações do Site Rota Comando

Fotos: rotacomando

 

 

ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

 

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se

prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

 

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

Comentários

 

 

Home Notícias Vídeos Classificados Fale Conosco Curiosidades